O Presidente Francisco Tavares congratula-se com a elevação das localidades à dignidade de vila e considera estar, agora, aberto um novo ciclo de desenvolvimento para Santa Catarina

Mensagem do Presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina

Santa Catarina tem doravante três vilas e a maioria da sua população vive doravante no meio urbano.

Na sequência das iniciativas de deputados, subscritas por centenas de cidadãos de Santa Catarina, da devida apropriação pela Câmara Municipal e da deliberação da Assembleia Municipal e submissão ao Governo de Cabo Verde, este acaba de aprovar a elevação de Ribeira da Barca, de Achada Falcão e de Chã de Tanque à categoria de vila. 

A partir de hoje, o meio urbano de Santa Catarina ficou recomposto, pois passa a integrar a Cidade de Assomada que é o centro principal, as vilas da Ribeira da Barca, de Achada Falcão e de Chã de Tanque. Medido em termos populacionais, Achada Falcão é a maior vila de Santa Catarina, com quase 3.000 habitantes, seguido da Ribeira da Barca, com cerca de 2.300, e de Chã de Tanque com cerca de 1200 habitantes. Aliás, com o Plano Director Municipal, a Cidade de Assomada passou a abarcar Gil Bispo, Fonte Lima Achada Galego e Junco, o que representa uma população de cerca de 16200 pessoas.

Assim, a partir de hoje, a maioria dos santacatarinenses passou a viver no meio urbano. São cerca de 22.700 pessoas que, doravante, vivem no meio urbano, e este facto marca, sim, o início de uma nova etapa do processo de desenvolvimento de Santa Catarina.

A Vila de Achada Falcão inclui Cruz Grande, Djeu, Cabeça Carreira, Portal de Furna, Fonteana, Vila Cantor, Mancholy e Mato Baixo, enquanto que Ribeira da Barca estende-se por todo povoado e inclui Piquinho, mas prolonga-se até Angra.

Novos desafios se colocam à Câmara e Assembleia municipais de Santa Catarina de Santiago, quanto ao Governo, ao mundo dos negócios, aos nossos emigrantes, às associações, a todas as forças vivas e às populações em geral. São os desafios do desenvolvimento urbano e de capacitação dos centros urbanos.

As vilas deverão ter os respectivos planos de desenvolvimento urbano, com especial ênfase na reabilitação urbana. Novos desafios de correcções urbanísticas, de infraestruturação urbana, de promoção da cidadania urbana, mas sobretudo de densificação dos serviços urbanos, do saneamento aos serviços financeiros, das comunicações, à água, ao desporto, à protecção civil.

Viva Achada Falcão, terra de vivência de Amílcar Cabral, de muitos ex-presos políticos do campo de concentração do Tarrafal. Viva Ribeira da Barca, terra do Presidente Mascarenhas Monteiro, dos músicos Suzana Lubrano, Tcheca, Tota Lopi, Zezé Barbosa, de pescadores e peixeiras, de emigrantes, empresários e de jovens intelectuais e desportistas. Viva o povo da Ribeira da Barca, Vila Portuária de Santa Catarina. Virá o porto, para recuperarmos o passado e construirmos um futuro de sucesso. Viva Chã de Tanque, terra da tabanca, de Gil Semedo, de Belmiro Semedo, de jovens quadros, empresários e políticos.

Bem hajam as vilas de Ribeira da Barca, de Achada Falcão e de Chã de Tanque.

Bem-haja o desenvolvimento urbano de Santa Catarina.

Assomada, 3 de Julho de 2015
Francisco Fernandes Tavares
Presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina

 


Encontre-nos

Paços do Concelho
Largo Gustavo Monteiro
Cidade de Assomada, C.P. nº37
P: (+238) 938 45 55

[email protected]

© Sítio da CM de Santa Catarina 2020