Leonesa Fortes sustenta ser necessário mexer na terra e referiu ser importante agarrar as potencialidades da região elencadas pelo Presidente Francisco Tavares, no encontro de empresários que aconteceu este sábado na Assomada

A Ministra do Turismo, Investimento e Desenvolvimento Empresarial, Leonesa Fortes, reconhece a importância da Região de Santiago Norte para o desenvolvimento do país. Recém-chegada ao leme da conturbada embarcação da economia cabo-verdiana - que, segundo os empresários, conta pela primeira vez com um ministério de facto -, a ex-presidente do INPS diz que é preciso “meter mãos à obra” e mexer na terra.

Leonesa Fortes sustenta que o primeiro passo consiste “numa política de proximidade com os operadores económicos da região”, sublinhando que “temos de estar próximos, acompanhar os seus anseios e apoiar”. A ministra reconhece “que há alguma debilidade no nosso tecido empresarial” e daí a importância dos vários departamentos que existem no seu ministério. E sublinhou a intervenção de Francisco Tavares, durante a qual “o Presidente aludiu a várias potencialidades”, e defendendo que “são essas potencialidades que temos de agarrar, transformar e meter mãos à obra”.

APOSTAR NO ASSOCIATIVISMO EMPRESARIAL

Leonesa Fortes traçou as três grandes linhas da sua actividade junto da classe empresarial: juntar forças, sinergias e experiências para o desenvolvimento empresarial; para haver um ambiente de confiança tem de haver um discurso positivo; é preciso criar uma cultura de associativismo.

“Ainda temos algum individualismo em Cabo Verde, os empresários querem fortalecer-se, falam da necessidade de desenvolvimento do sector privado, do apoio do Estado para o desenvolvimento do sector. O Estado tem de fazer a sua parte, como é evidente, mas o empresário tem que ajudar”, disse a governante, acrescentando que “num país pequeno como Cabo Verde, onde não temos grandes empresas, se queremos competir temos que nos associar, para criar escala, trocar experiências para introduzir inovação, para apostar nas novas tecnologias”, condições centrais “para termos mais qualidade e adquirir mais valor (…) para podermos avançar em direcção ao desenvolvimento do sector privado”.

 


Encontre-nos

Paços do Concelho
Largo Gustavo Monteiro
Cidade de Assomada, C.P. nº37
P: (+238) 938 45 55

[email protected]

© Sítio da CM de Santa Catarina 2020