“Presente do Destino” é o novo lançamento no Centro Cultural Norberto Tavares

Romance de Lourenço Pina, trata-se da primeira obra literária do autor que surpreende pela singular capacidade descritiva, numa linguagem simples, mas denunciando um claro domínio da língua portuguesa e da técnica de escrita literária. A apresentação está a cargo de Henrique Varela e Hermínia Curado

 

O romance “Presente do Destino”, do autor Lourenço Pina, é o novo lançamento no Centro Cultural Norberto Tavares. A obra é apresentada por Henrique Varela e Hermínia Curado, num evento que tem lugar na próxima quarta-feira, 27, a partir das 16h00.

“Ao lermos esta obra, vamos encontrando muitos dos nossos usos e costumes, o que a enriquece e nos enriquece também: a relação entre pais e filhos(as). Os namoros e pedidos de casamento, com a minuciosa descrição do que se fazia na época”, refere no prefácio Hermínia Curado.

Efetivamente, o que surpreende nesta obra é a singular capacidade descritiva do autor, numa linguagem simples, mas denunciando um claro domínio da língua portuguesa e da técnica de escrita literária. Circunstâncias surpreendentes, até, por razão de se tratar do primeiro livro do autor e de o percurso profissional de Lourenço Pina não ter sido feito na área de letras.

Natural de Mosteiros, ilha do Fogo, Lourenço Gomes de Pina nasceu em agosto de 1957, mas em 1972 rumou a São Jorge dos Órgãos, frequentando o curso de Capataz Agropecuário. Quatro anos depois, frequentou o ensino secundário e formou-se como técnico profissional.

Enquanto técnico agrónomo trabalhou nas ilhas do Fogo, Santo Antão e Santiago, mas o amor pela sua terra do coração ficou-lhe para toda a vida, como refere, de novo, Hermínia Curado: “Nota-se, ao ler esta obra, o amor que o senhor Lourenço Gomes de Pina tem por São Lourenço dos Órgãos, realçando o papel da Igreja Católica e o enorme contributo que ela vem dando na formação religiosa, cívica e intelectual à população do Município de São Lourenço dos Órgãos”.

Como última nota, de referir que o livro conta, ainda, com uma edição em braille – um caso inédito em Cabo Verde.

 


© Sítio da CM de Santa Catarina 2020