Orçamento do Estado socializado com empresários de Santiago Norte

Cabo Verde e Santiago Norte têm grandes potencialidades de desenvolvimento, e o Orçamento do Estado para 2020 está voltado para a estabilização e redução do défice orçamental, bem como de uma melhor aplicação dos recursos públicos

 

O Ministro das Finanças, Olavo Correia, fez, esta terça-feira, 10, a apresentação pública das linhas gerais do Orçamento do Estado para 2020, orçado em 73 mil milhões de escudos, e que prevê um crescimento do PIB entre 4,8 por cento (%) e 5,8% e contempla uma redução do défice orçamental para 1,7%.

O Orçamento do Estado para 2020, “é um orçamento altamente sociável”, segundo Olavo Correia. “Nós, em Cabo Verde, para termos um estado sociável, temos que investir na saúde, na educação, na segurança, nos transportes, apostar no setor privado e na inclusão, e sem que tenhamos uma base fiscal não será possível, porque não pode ser feito com base na dívida e ajuda pública”, afirmou o Ministro das Finanças.

Para o Vice-Primeiro-ministro o desenvolvimento é o resultado da nossa ação, “somos nós os fatores de desenvolvimento e que fazem as coisas acontecerem”, por isso garante que o Governo está aqui para ajudar e incentivar.

Na sua intervenção, Olavo Correia, declarou que Santa Catarina é terra de “gente altamente qualificada, e o Governo quer criar condições para que haja uma presença e uma participação mais ativa através do mecanismo de financiamento, da fiscalidade e de melhoramento do negócio”.

O ministro disse, também, que se verificara um aumento de confiança na região, e que está confiante quanto ao melhoramento das coisas em Santiago Norte.

O Ministro das Finanças deixou um apelo aos empresários e à população de Santiago Norte, afirmando que, “temos um país maravilhoso, que tem tudo para ser um país desenvolvido. Temos que trabalhar com afinco, foco, em parceria, para aproveitarmos as oportunidades que temos em Cabo Verde e que o mundo nos oferece, porque só assim conseguiremos fazer de Cabo Verde um país desenvolvido”.

A socialização das linhas mestras do Orçamento do Estado para 2020 em Assomada, teve a participação do Presidente da Câmara de Comércio de Sotavento, Jorge Spencer Lima, que disse que o Governo tem a obrigação de criar um ambiente de negócio favorável para que as empresas possam consolidar-se, crescer, fazer poupança, investir e criar postos de trabalho.

Para os empresários, segundo Jorge Spencer Lima, “cabe abrir postos de trabalho, assumir e criar empresas sólidas. Não queremos empresas falidas, que não conseguem assumir os seus custos e gastos, e que não pagam os seus impostos”.

A Câmara Municipal, na pessoa do seu Presidente, parabenizou a iniciativa de partilha de um importante instrumento de gestão do país aqui na região Norte de Santiago.

“Esta apresentação na nossa região, demonstra o elevado sentido de responsabilidade do Governo na partilha da gestão das coisa pública, e faz com que nós nos sintamos incluídos na fatia do Orçamento do Estado para 2020”, disse o Presidente Beto Alves.

 


© Sítio da CM de Santa Catarina 2020